sábado , 24 fevereiro 2024
Home / Destaque / Câmara homenageia, em livro, mais de 30 mulheres que marcam a história da produção literária no País

Câmara homenageia, em livro, mais de 30 mulheres que marcam a história da produção literária no País

A Câmara dos Deputados, por meio das Edições Câmara, lança neste mês de agosto a publicação “Escritoras Brasileiras”, organizada por Maria Amélia Elói. O livro reúne informações sobre a vida e obra de 32 autoras que dão corpo à rica produção literária feminina no Brasil desde o século XIX. Todos os capítulos têm textos e ilustrações assinados por mulheres que trabalham ou já trabalharam na Câmara: comunicadoras, bibliotecárias, psicólogas, historiadoras; algumas escritoras, outras leitoras vorazes; algumas estudiosas de questões feministas, outras apenas admiradoras. O lançamento da publicação ocorre no dia 31 de agosto, às 10h30, no Salão Nobre da Câmara.

Nomes consagrados como Clarice Lispector, Rachel de Queiroz, Lygia Fagundes Telles, Cora Coralina e Cecília Meireles dividem espaço com escritoras menos divulgadas como Henriqueta Lisboa, Adalgisa Nery, Orides Fontela, Maria Alice Barroso, e Olga Savary. Ana Cristina Cesar e Maura Lopes Cançado, geralmente mencionadas por detalhes de suas vidas íntimas atribuladas, ganham mais destaque pela relevância de sua obra literária. Hilda Hilst, Gilka Machado e Cassandra Rios, na maioria das vezes mais associadas ao erotismo, são valorizadas por outros aspectos, como a inventividade e a contemporaneidade de sua escrita. Destaque de sua geração no início deste século, Fernanda Young está também entre as homenageadas.

Maria Amélia conta que decidiu dedicar-se à coletânea depois de fazer a curadoria da exposição As Mensageiras: Primeiras Escritoras do Brasil, organizada pelo Centro Cultural da Câmara em 2018. “Conheci um pouco mais da literatura feita por brasileiras antes do século XX e me apaixonei pela história de pioneiras incríveis, como Nísia Floresta, Maria Firmina dos Reis, Júlia Lopes de Almeida, Maria Ribeiro e Emília Freitas. Só nessa época tive a dimensão do apagamento imposto a tantas mulheres talentosas por jornalistas, historiadores e críticos literários ao longo dos anos. Descobri que as pesquisas em torno do assunto só ganharam força nas universidades brasileiras com a formação, em 1984, do Grupo de Trabalho Mulher e Literatura, no âmbito da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Letras e Linguística (Anpoll)”, explica.

Autoras – O texto de apresentação do livro “Escritoras Brasileiras” é assinado pelas deputadas Celina Leão (PP-DF) e Tereza Nelma (PSD-AL), respectivamente coordenadora da Secretaria da Mulher e procuradora da Mulher na Câmara dos Deputados. São autoras do livro: Adriana Magalhães, Ana Cláudia Lustosa, Daniele Lessa, Ana Lúcia Fernandes, Ana Maria Lopes, Ana Valeska Gomes, Bárbara Aguiar Lopes, Carolina Cézar Ribeiro, Carolina Nogueira, Cecília Lima Ramos, Cristiane Brum Bernardes, Daniela Gerson André, Gabriela Guedes, Gisele Rodrigues, Iara Beltrão, Joseana Paganine, Judite Martins, Júnia Malachias, Jurema Baesse, Luci Afonso, Lucia Ana de Mélo e Silva, Luciana Dantas Mariz, Luciana Scanapieco, Luzimar Gomes de Paiva, Maíra de Brito Carlos, Malena Rehbein, Maria Amélia Elói, Maria do Carmo Freitas, Mônica Montenegro, Rosalva Nunes, Sandra Gomes Serra e Simone Salles.

Ilustram a publicação Carolina Nogueira, Clara Iwanow, Fabíola Ferigato, Fabrízia Posada, Inara Régia Cardoso, Isabel Martins Flecha de Lima, Isabela Dias Braga, Júlia Mundim Pena, Marcia Bandeira e Patrícia Weiss.

A obra tem ainda as seguintes escritoras homenageadas: Adalgisa Nery, Ana Cristina César, Carolina Maria de Jesus, Carolina Nabuco, Cassandra Rios, Cecília Meireles, Clarice Lispector, Cora Coralina, Dinah Silveira de Queiroz, Elvira Vigna, Emília Freitas, Fernanda Young, Francisca Júlia, Gilka Machado, Henriqueta Lisboa, Hilda Hilst, Júlia Lopes, Lya Luft, Lygia Fagundes Telles, Maria Alice Barroso, Maria Firmina dos Reis, Maria José Dupré, Maria Ribeiro, Maura Lopes Cançado, Nísia Floresta, Olga Savary, Ondina Ferreira, Orides Fontela, Pagu, Rachel de Queiroz, Zélia Gattai e Zulmira Ribeiro Tavares.

Para ter acesso ao livro, clique AQUI.

Na foto: Rachel de Queiroz, uma das escritoras homenageadas

Fonte:Repórter Ceará – Agência Câmara Notícias

Sobre Sertão Midia

Veja Também

Gretchen recebe alta após cirurgia para retirada do útero: ‘Sem dor’

Após passar por uma cirurgia para a retirada do útero, Gretchen passa bem e já está de ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.