segunda-feira , 27 maio 2024
Home / Destaque / Casa da Mulher Brasileira recebe visita da vice-governadora Jade Romero

Casa da Mulher Brasileira recebe visita da vice-governadora Jade Romero

A vice-governadora Jade Romero visitou, na última sexta-feira, 20, a Casa da Mulher Brasileira. Em diálogo com a coordenadora do espaço, Daciane Barreto, e representantes do colegiado do local, foi apresentado o funcionamento e os órgãos reunidos no ambiente. Também esteve presente a secretária da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), Onélia Santana.

Jade Romero destacou seu desejo de tornar a política de mulheres desenvolvida no Estado uma referência para o País. “No meu coração, tenho essa missão de pegar a política para mulheres do Estado e fazer com que o Brasil olhe, como já olha para outras políticas, como a Educação, e diga que o Ceará é uma referência, que venham nos visitar para conhecer nossa experiência”, afirmou.

A vice-governadora também ressaltou que pretende atuar em diversas frentes, como o combate à violência contra a mulher e a autonomia econômica. “A autonomia econômica envolve uma série de outros componentes, como empregabilidade, geração de renda, ter uma rede de educação para crianças. Esse vai ser meu comprometimento e nós vamos juntas, com muito trabalho, muito afinco, fazer com que essa política também seja referência para todo o Brasil”, reforçou.

 

Para a secretária Onélia Santana, com a reforma administrativa, algumas políticas serão potencializadas, como é o caso da política para mulheres. “O governador Elmano reestruturou as secretarias no sentido de potencializar as ações. Acho que agora tem a capacidade de crescer ainda mais, de ter um olhar mais atento”, observou. A secretária chamou atenção para a construção das três Casas da Mulher Cearense, entregues no ano passado, e para a manutenção da Casa da Mulher Brasileira, hoje feita com recursos estaduais. “Não tem nenhum estado brasileiro com a quantidade de casas regionalizadas que nós temos. Tem estado que nem a Casa da Mulher Brasileira conseguiu colocar em pé”, reforçou.

A coordenadora da Casa, Daciane Barreto, destacou a dedicação com que todo o colegiado sempre tratou a política para mulheres. A coordenadora também enfatizou as conquistas que o Estado garantiu na temática. “Quero dizer para vocês da felicidade que eu tenho de estar nesta gestão a partir da gestão do governador Camilo, que sempre teve um olhar diferenciado do conjunto de governadores do nosso País. Não foi por acaso que no 8 de março de 2019 ele falou da construção das três Casas da Mulher Cearense, a partir da Casa da Mulher Brasileira. Essa missão foi cumprida e eu tenho uma grande honra de contribuir para a instalação de cada uma”, pontuou.

 

Atendimentos

 

A Casa da Mulher Brasileira do Ceará, na Capital, realizou 42.588 atendimentos no ano de 2022. Entre 2018 e 2022, 69 mil mulheres foram à Casa em busca de atendimento. Nesse período, a Casa da Mulher Brasileira realizou 162.234 atendimentos, entre primeiro atendimento, retornos e acompanhantes. O número significa uma média de 100 atendimentos por dia. A CMB reúne, em um único lugar, os serviços da Delegacia de Defesa da Mulher, Defensoria Pública, Ministério Público e Juizado Especial. A Casa também conta com apoio psicossocial e o Centro de Referência da Mulher.

Inauguradas no ano passado, as Casas da Mulher Cearense realizaram mais de 12 mil atendimentos até dezembro, sendo 9.699 mulheres em Juazeiro do Norte, no Cariri; e outras 2.536 em Sobral. A de Quixadá foi inaugurada pelo Governo do Estado em dezembro último, fortalecendo a interiorização da política pública de enfrentamento ao ciclo da violência.

Fonte:Repórter Ceará

Sobre Sertão Midia

Veja Também

Faustão recebe alta após 47 dias internado, mas seguirá sob orientações médicas

Após 47 dias de internação, Faustão, como é conhecido Fausto Silva, recebeu alta hospitalar nesta sexta-feira (12). O ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.