quinta-feira , 22 fevereiro 2024
Home / Destaque / Ceará tem 36,9% de volume de água armazenada nos reservatórios do Estado; confira situação por região
default

Ceará tem 36,9% de volume de água armazenada nos reservatórios do Estado; confira situação por região

No início do primeiro mês da quadra chuvosa no Ceará, o balanço parcial do volume acumulado nas regiões hidrográficas indica cenário que inspira atenção. Dos 157 reservatórios monitorados, o volume total acumulado atinge 6,86 bilhões de metros cúbicos, representando 36,9 % da capacidade total do estado.

Embora essa cifra indique uma melhora em relação a esta mesma data no ano anterior, quando o acumulado era de 30%, o diretor de Operações da Cogerh, Tércio Tavares, destaca a necessidade de cautela, especialmente nas regiões do Médio Jaguaribe e Sertão dos Inhamuns, onde os acumulados alcançam cerca de 20% da capacidade hídrica.

Por outro lado, as bacias hidrográficas do Litoral, Acaraú, Coreaú e Serra da Ibiapaba – na porção noroeste do estado – apresentam acumulados expressivos, ultrapassando 60% da capacidade. “Essa diferença entre as regiões evidencia a irregularidade do regime chuvoso no estado, característica marcante do clima semiárido”, atentou Tércio sobre as características do regime semiárido.

A Bacia do Banabuiú, localizada no Sertão Central do Ceará, registrou uma recuperação parcial após a quadra chuvosa de 2023, elevando o volume atual para 33%. Além disso, importantes açudes como Pacoti, Pacajus, Riachão, Gavião e Aracoiaba, responsáveis por abastecer a Região Metropolitana de Fortaleza, mantêm 52% da capacidade total de armazenamento.

Já as bacias do Salgado e do Alto Jaguaribe, na porção sul do Estado, registram cerca de 50% da capacidade total.

 

Planejamento e operação dos reservatórios

Como já é rotina na Cogerh, foi iniciado o planejamento da operação de liberação de água dos reservatórios durante o primeiro semestre deste ano. Tércio Tavares explica a metodologia de trabalho da Companhia e de demais atores do sistema de recursos hídricos a partir deste momento.

“Esse é o momento onde a Cogerh, juntamente com todos os atores que fazem a gestão dos Recursos Hídricos do Ceará se reúnem para avaliar a alocação de água do ano anterior e também definir as vazões de liberação dos sistemas integrados e açudes isolados para o primeiro semestre. É o que chamamos de operação emergencial”, explicou. O cenário leva em consideração o prognóstico da Funceme indicando chuvas abaixo da média histórica para a quadra chuvosa de 2024.

Após o término da quadra chuvosa, está prevista a Reunião de Alocação Negociada, na qual serão definidos os parâmetros de operação para o segundo semestre, com a participação dos Comitês de Bacias Hidrográficas do Ceará.

“Em meio a esse contexto, é fundamental ressaltar a importância do uso responsável da água, especialmente em uma região semiárida como o Ceará”. ressaltou. “A incerteza quanto à próxima quadra chuvosa reforça a necessidade de priorizar o uso consciente e responsável desse recurso vital para toda a população”, finalizou Tércio.

Fonte:Repórter Ceará (Foto: Ascom Cogerh)

Sobre Sertão Midia

Veja Também

Gretchen recebe alta após cirurgia para retirada do útero: ‘Sem dor’

Após passar por uma cirurgia para a retirada do útero, Gretchen passa bem e já está de ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.