sexta-feira , 12 abril 2024
Home / Destaque / Cearense que sobreviveu a terremoto na Turquia volta ao Brasil como refugiada

Cearense que sobreviveu a terremoto na Turquia volta ao Brasil como refugiada

A cearense Amina Nahan, natural de Juazeiro do Norte, no interior do Ceará, voltou ao Brasil depois de oito anos morando no Oriente Médio. Ela é enfermeira e prestava serviço humanitário na Turquia quando ocorreu o terremoto que matou mais de 35 mil pessoas. Amina e o marido perderam a casa, que foi destruída, e todos os bens que tinham nela.
A enfermeira, o marido e outros 15 sobreviventes foram trazidos ao Brasil neste domingo (12) por um avião da Força Aérea Brasileira (FAB). A TV Globo enviou uma equipe de reportagem ao local no avião da FAB e doou o valor equivalente ao custo da viagem para ajuda humanitária às vítimas do terremoto.
“Estou muito feliz. Quando a gente pisou em solo brasileiro, vocês não têm noção. Eu recebi um pãozinho de queijo e eu falei: ‘Deus do céu, nunca pensei que um pão de queijo fosse tão importante nas nossas vidas. Sou brasileira mas estou voltando como refugiada. A casa foi toda perdida, as coisas perdidas, ele [o marido] precisa de um trabalho aqui, nós precisamos de apoio e a gente conta com a solidariedade de todos e saber que nós vivemos esse drama e que foi de uma maneira muito violenta”, disse Amina Nahan, em entrevista à TV Globo.
Amina já havia morado na Síria, onde conheceu o marido. Mas com medo da guerra que assolava o país, ela e o marido se mudaram para a Turquia. Agora, o terremoto trouxe o casal para o Brasil.
Fonte:lindomarrodrigues

Sobre Sertão Midia

Veja Também

Romance entre Fiuk e Deolane Bezerra repercute na web e ganha comparação com outro casal famoso

Deolane Bezerra e Fiuk formam o novo casal do momento. O romance viralizou após eles serem vistos juntos, durante o ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.