sábado , 18 maio 2024
Home / Destaque / Cid Gomes celebra Dia Mundial da Síndrome de Down e defende mais inclusão

Cid Gomes celebra Dia Mundial da Síndrome de Down e defende mais inclusão

O senador Cid Gomes (PDT-CE) fez pronunciamento nesta terça-feira, 21, na tribuna do Senado Federal, para celebrar o Dia Internacional da Síndrome de Down. “Como pai de uma criança com síndrome de Down, sei em primeira mão o quão importante é promover a inclusão e aceitação de indivíduos com essa condição”, destacou o senador.

Cid ressaltou que ainda há muito a ser feito para promover a inclusão de indivíduos com síndrome de Down. “Muitas vezes, essas pessoas são discriminadas e excluídas por causa de sua condição. Isso é inaceitável e precisamos trabalhar juntos para mudar essa realidade”, defendeu. “Como sociedade, temos a responsabilidade de garantir que todas as pessoas com síndrome de Down tenham as mesmas oportunidades de crescer e alcançar seu potencial máximo”, completou.

De acordo com dados do IBGE, o Brasil possui cerca de 300 mil pessoas com Síndrome de Down. Cid afirmou que, graças ao trabalho incansável de instituições como Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e a Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down, a expectativa de vida tem aumentado significativamente nos últimos anos. “Na década de 1980, a expectativa de vida era de apenas 25 anos; hoje, muitas pessoas com síndrome de Down vivem até os 60 ou 70 anos”, explicou.

Apesar dos esforços e dos avanços, Cid Gomes lamentou a falta de oportunidades de trabalho e a discriminação no local de trabalho que as pessoas com síndrome de Down enfrentam. “No entanto, estudos mostram que as pessoas com síndrome de Down têm habilidades únicas e podem ser excelentes profissionais, artistas e esportistas quando recebem o treinamento e o apoio adequados”, destacou.

Para superar esses desafios, defendeu o senador, é essencial que as empresas e empregadores ofereçam oportunidades de trabalho inclusivas e aceitem a diversidade em seu local de trabalho. “As associações de síndrome de Down e outras organizações também têm tido um papel fundamental em ajudar as pessoas com síndrome de Down a encontrar trabalho e a desenvolver habilidades profissionais. Além disso, programas de treinamento e desenvolvimento profissional podem ajudar as pessoas com síndrome de Down a adquirir as habilidades necessárias para ter sucesso no mercado de trabalho”, afirmou.

Inspiração

Em sua fala, Cid citou o exemplo de sua filha, Maria Carolina. “Não há nada mais inspirador do que o amor das pessoas com síndrome de Down. Eles têm a capacidade única de amar incondicionalmente, sem julgamento ou preconceito. Eles veem o melhor nas pessoas e irradiam amor e bondade em tudo o que fazem. É inspirador ver como minha filha enfrenta os desafios diários com um sorriso no rosto e uma disposição inabalável”, disse.

Fonte:Repórter Ceará

Sobre Sertão Midia

Veja Também

Faustão recebe alta após 47 dias internado, mas seguirá sob orientações médicas

Após 47 dias de internação, Faustão, como é conhecido Fausto Silva, recebeu alta hospitalar nesta sexta-feira (12). O ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.