segunda-feira , 11 dezembro 2023
Home / Destaque / Cirurgia bariátrica pode reduzir o risco de câncer em mulheres em 41%

Cirurgia bariátrica pode reduzir o risco de câncer em mulheres em 41%

A cirurgia bariátrica está associada a uma menor incidência de câncer de todos os tipos entre mulheres, além daqueles diretamente relacionados à obesidade. Além disso, a mortalidade pela doença foi significativamente menor em indivíduos do sexo feminino que fizeram o procedimento, diz um novo estudo da Obesity, a principal revista da The Obesity Society. Os resultados baseiam-se em dados registrados entre 1982 e 2019, de quase 22 mil pessoas.

Segundo os autores, embora os estudos epidemiológicos tenham estabelecido uma associação positiva entre o índice de massa corporal (IMC) e a incidência de câncer, faltava esclarecer se a redução do peso corporal poderia levar à diminuição do risco da doença. Isso porque, do ponto de vista populacional, é difícil alcançar um emagrecimento significativo e sustentado.

Porém, estudos demonstram que a cirurgia bariátrica — uma estratégia que, na maior parte dos casos, leva à perda de peso substancial e duradoura — está relacionada à menor incidência e mortalidade por câncer, o que motivou a pesquisa. “À medida que os cientistas estudam doenças humanas, um elemento da descoberta é confirmar resultados semelhantes de vários estudos. Essa pesquisa apoia fortemente os benefícios a longo prazo da cirurgia para perda de peso na prevenção do câncer”, disse, em nota, Ted D. Adams, da Universidade de Utah, nos Estados Unidos. Ele é o autor correspondente do estudo.

Adams e os colegas compararam a incidência de câncer e mortalidade estratificada por tumores relacionados à obesidade e não obesidade, sexo, estágio da doença e procedimento. Os participantes foram divididos pela metade, levando em conta o índice de massa corporal. O banco de dados da população de Utah foi usado para o estudo e incluiu dados vinculados à população, como certidões de nascimento e óbito e registro da incidência de tumores malignos.

Três tipos

Os registros de cirurgia bariátrica do estado foram vinculados ao banco de dados da população e incluíram pacientes submetidos a três modalidades comuns do procedimento: bypass gástrico, banda gástrica e gastrectomia vertical. Participantes não cirúrgicos foram selecionados para o estudo aleatoriamente, a partir do registro de habilitação.

Os resultados mostraram que o grupo de cirurgia bariátrica teve um risco 25% menor de desenvolver qualquer tipo de câncer, em comparação com os sem cirurgia com IMC semelhante. Pacientes do sexo feminino que fizeram o procedimento tiveram uma redução de 41% na chance de desenvolver tumores associados à obesidade. No caso de homens, não foi verificada essa relação.

As reduções mais significativas no risco de câncer foram encontradas para os tumores de útero, ovário, cólon, mama na pré-menopausa e mama na pós-menopausa. A morte pela doença foi menor em 47% entre pacientes do sexo feminino com cirurgia bariátrica, em comparação com mulheres não submetidas à cirurgia.

“Os resultados desse estudo acrescentam à literatura que indica que a grande perda de peso observada com a cirurgia bariátrica diminui o risco de vários tipos de câncer”, afirma David B. Sarwer, do Centro de Pesquisa e Educação em Obesidade da Temple University, na Filadélfia, que não participou do estudo. “O risco de câncer em mulheres, que representam a maioria dos indivíduos que se submetem à cirurgia bariátrica, foi bastante reduzido. Pessoas com obesidade e seus profissionais de saúde devem considerar fortemente esses benefícios ao discutir os prós e contras da cirurgia”, acredita.

Fonte:Repórter Ceará – Correios Braziliense

Sobre Sertão Midia

Veja Também

Cleo e o marido planejam quarto casamento: ‘Entendo meu pai agora’

Cleo está planejando a quarta festa de casamento com Leandro D’Lucca. O projeto foi compartilhado pela cantora ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.