terça-feira , 21 maio 2024
Home / Destaque / Fortaleza deseja virar SAF em 2023 com modelo inovador e mantendo controle do clube; veja detalhes

Fortaleza deseja virar SAF em 2023 com modelo inovador e mantendo controle do clube; veja detalhes

A diretoria executiva do Fortaleza planeja criar uma Sociedade Anônima do Futebol (SAF) para 2023 com um modelo inovador: mantendo o controle do clube. A cúpula tricolor realizou um estudo avançado sobre o tema e acredita que esse seja um caminho para aumentar a competitividade nos próximos desafios, que incluem Libertadores Série A.

A ideia seria a venda de, no máximo, 15% da SAF. No projeto, um banco de investimento profissional e especializado no processo seria contratado para tratar da negociação nos mercados nacional e internacional. O formato manteria as principais decisões e o controle do clube na gestão, com permissão até para torcedores também efetuarem a compra de ativos da agremiação.

Logo, é um caminho diferente de BahiaCruzeiro Vasco, por exemplo, que tiveram ações vendidas e passaram a ter ‘donos’, ou sócios majoritários, após aportes milionários e a quitação de dívidas. Qualquer decisão, no entanto, passa por uma mudança de estatuto via Conselho Deliberativo com uma votação dos sócios, ou seja, o explanado é apenas uma ideia da diretoria executiva do Fortaleza.

Nos últimos anos, o Fortaleza recusou diversas sondagens do exterior para a adesão ao modelo de SAF, sempre com a premissa de controle majoritário da instituição, o que não é interessante para o momento atual. No modelo proposto, o interessado iria fazer um investimento com a expectativa de valorização do clube, que atravessa o melhor momento da história da agremiação, em ascensão nacional.

Da Série C em 2017, elevou o nível de competitividade nacional a cada ano, como o título da Série B (2018), o bi da Copa do Nordeste (2019-2022), o tetra do Estadual (2019, 2020, 2021 e 2022), além das participações históricas na Sul-Americana (2020), na Libertadores (2022), e o G-4 do Brasileirão.

Com a consolidação na elite nacional, o caminho seria uma forma de aumentar os investimentos no elenco, em estrutura e assim manter a rota de crescimento, com a valorização da marca até no cenário sul-americano.

COMO O FORTALEZA VIRA SAF?

Pela legislação, o Fortaleza pode criar uma SAF, mas deve alterar os estatutos do clube caso deseje entrar nessa operação, pois o time é uma ‘Instituição Sem Fins Lucrativos’. Hoje, o Leão possui uma gestão profissional, dívidas saneadas e o controle esportivo, mas não possui um investidor capaz de realizar um aporte milionário, por exemplo, e o único caminho na lei é a SAF.

Assim, precisaria se transformar em empresas, via SAF, para viabilizar a obtenção de investimento. A decisão de migração de modelo (ou não) é do clube. No caso de sistemas sem fins lucrativos, a mudança exige a alteração estatutária, o que necessita de aprovação no Conselho Deliberativo.

O processo é seguido com a criação de uma empresa (SAF) e ofertar ações no mercado em troca de investimento. O Fortaleza deseja negociar uma pequena parte dos ativos para obter capital de investimento e manter o controle das principais decisões da agremiação.

CLUBES DA SÉRIE A DE 2023 QUE SÃO SAF

  • América-MG (está em negociação e ainda não anunciou o sócio da SAF).
  • Atlético-MG (está em negociação e ainda não anunciou o sócio da SAF).
  • Bahia (o conglomerado Grupo City é o sócio majoritário da SAF).
  • Botafogo (o empresário John Textor é o sócio majoritário da SAF).
  • RB Bragantino (a empresa Red Bull é o sócio majoritário da SAF).
  • Cruzeiro (o ex-jogador Ronaldo Fenômeno é o sócio majoritário da SAF).
  • Cuiabá (a família Dresch é a sócia majoritária da SAF).
  • Vasco (a empresa 777 Partners é a sócia majoritário da SAF).
  • Fonte:diariodonordeste

Sobre Sertão Midia

Veja Também

Faustão recebe alta após 47 dias internado, mas seguirá sob orientações médicas

Após 47 dias de internação, Faustão, como é conhecido Fausto Silva, recebeu alta hospitalar nesta sexta-feira (12). O ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.