sábado , 18 maio 2024
Home / Destaque / Governo volta a cobrar impostos sobre combustíveis
Petrobras reajusta em 12% o preço da gasolina nas refinarias a partir desta quinta-feira

Governo volta a cobrar impostos sobre combustíveis

O meio-termo encontrado pelo governo federal entre a arrecadação e o preço dos combustíveis a ser pago pelo consumidor começa a ser colocado em prática nesta quarta-feira, 1º/3. O Diário Oficial da União (DOU) traz as alterações anunciadas, nessa terça-feira, 28/2, pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad, em relação à reoneração na gasolina, de R$ 0,47, e no etanol, de R$ 0,02.

Na prática, segundo a Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), o consumidor deve pagar R$ 0,25 a mais pela gasolina na bomba. Isso porque, apesar do reajuste anunciado por Haddad, a Petrobras decidiu, ainda na manhã de terça, redução de R$ 0,13 no produto.

No mesmo dia em que a reoneração começa a valer os postos já reajustam os preços. Em Brasília, por exemplo, houve registro de postos aumentando o valor do litro já na madrugada. No Sudoeste, o consumidor já encontra o produto a R$ 5,76.

A Medida Provisória nº 1.163 aponta redução nas “alíquotas de contribuições incidentes sobre operações realizadas com gasolina, álcool, gás natural veicular e querosene de aviação”. Na verdade, a redução diz respeito às taxas cobradas até abril de 2022 – em maio, foram zeradas pelo ex-presidente Jair Bolsonaro. Quando assumiu o comando do país, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva manteve a medida, e as alíquotas permaneceram zeradas até o último dia de fevereiro.

Fonte:Repórter Ceará – Metrópoles

Sobre Sertão Midia

Veja Também

Faustão recebe alta após 47 dias internado, mas seguirá sob orientações médicas

Após 47 dias de internação, Faustão, como é conhecido Fausto Silva, recebeu alta hospitalar nesta sexta-feira (12). O ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.