segunda-feira , 22 abril 2024
Home / Destaque / Novos colaboradores do HRSC são capacitados por meio de vídeos produzidos pela equipe de esterilização

Novos colaboradores do HRSC são capacitados por meio de vídeos produzidos pela equipe de esterilização

Equipes do Centro de Material de Esterilização (CME) do Hospital Regional do Sertão Central (HRSC) realizam uma ação inédita na região: os profissionais que chegam para integrar o setor são treinados com vídeos produzidos pelos próprios colaboradores. As imagens contextualizam a parte teórica da rotina de trabalho.

A iniciativa de educação permanente recebe o apoio do Centro de Estudos da unidade da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) e tem otimizado os resultados da área.

A ideia surgiu em meio à pandemia de covid-19, sendo executada no ano passado. “As capacitações estão documentadas e são obrigatórias. Nosso Centro de Estudos resolveu subir na plataforma de treinamentos os materiais para quem era admitido”, explica Lúcia Vanda Teixeira, enfermeira e coordenadora do CME.

Este Centro recebe os itens que serão utilizados nos procedimentos realizados no HRSC – administrado pelo Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH). No setor, os materiais passam por rigoroso processo de esterilização.

O equipamento atende cerca de 600 mil habitantes de 20 municípios. Por isso, é importante que os colaboradores entendam todos os processos a fim de garantir assistência de qualidade.

Produzir, gravar, editar e ensinar

Os próprios membros veteranos do CME produzem, gravam e editam os conteúdos a serem repassados aos novatos. Lúcia Vanda Teixeira orgulha-se do resultado. “Isso diz muito sobre a capacidade da própria equipe de querer fazer com as próprias mãos, indo além de suas competências”.

O coordenador-geral de Enfermagem, Daniel Rodrigues, avalia a estratégia como inovadora. “Até hoje, na plataforma do Centro de Estudos, só temos teoria, e a equipe do CME conseguiu trazer a prática, mostrando realmente como funciona”, pontua.

Com o recurso, os novos colaboradores chegam seguros sobre os fluxos. “Quem for se apresentar hoje para trabalhar lá amanhã, pode acessar a plataforma de casa”, sublinha Rodrigues.

Enfermeira do Centro de Estudos, Patrícia Negreiros reforça o pioneirismo dos profissionais. “O nosso CME desponta em relação aos outros porque tudo dito na teoria é mostrado na prática. É uma iniciativa que foca no colaborador, garantindo a ele mais chances de absorver o conteúdo”, argumenta.

Até então, cinco vídeos já foram gravados. Dentre os temas abordados, estão as etapas de expurgo, preparo, monitoramento, armazenamento e distribuição dos materiais.

Gabriela Bandeira, integrante da equipe há poucos meses, confirma a metodologia como essencial na sua rotina. “Quando você associa a teoria com a prática, isso traz uma melhor vivência para o dia a dia. No CME, você consegue aprender antes mesmo de começar a praticar”.

Fonte:Repórter Ceará

Sobre Sertão Midia

Veja Também

Faustão recebe alta após 47 dias internado, mas seguirá sob orientações médicas

Após 47 dias de internação, Faustão, como é conhecido Fausto Silva, recebeu alta hospitalar nesta sexta-feira (12). O ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.