sábado , 18 maio 2024
Home / Destaque / Projeto Malha D’água começa a ser executado; Quixeramobim deve ser beneficiado na segunda etapa

Projeto Malha D’água começa a ser executado; Quixeramobim deve ser beneficiado na segunda etapa

A Secretaria dos Recursos Hídricos iniciou, no mês de setembro, a execução do Sistema Adutor Banabuiú-Sertão Central, referente a 1ª Etapa do Projeto Malha D’água. A parte inicial da execução foi o transporte dos tubos e conexões ao município de Banabuiú, onde será construída a primeira Estação de Tratamento (ETA) e a captação da adutora. Já foram realizados, também, os projetos executivos e hidráulicos da obra, levantamento topográfico, licenças ambientais, além dos planos pilotos de tratamento de água para definição da metodologia.
A primeira etapa da obra inclui os municípios de Banabuiú, Solonópole, Jaguaretama e Milhã. Segundo o Assessor de Projetos Especiais da SRH, Gianni Peixoto, a Secretaria dos Recursos Hídricos já obteve junto às prefeituras municipais as autorizações para implantação do sistema adutor ao longo das faixas de domínio das mesmas. “Estamos agora em processo para a legalização da Licença de Instalação (LI), junto à Semace, para que daí a obra possa iniciar”.
A obra será realizada por seções. A 1ª será constituída pela Estação de Tratamento (ETA) e pela captação de água bruta. Da 2ª a 5ª seção serão constituídas pelos trechos do Sistema Adutor dimensionados para os abastecimentos das localidades, com prazos distintos em cada seção.
Os primeiros municípios beneficiados com o Projeto Malha D’água serão Banabuiú (sede e Laranjeiras), Jaguaretama (sede) e Solonópole (sede, Assunção, Cangati, Pasta e Prefeita Suely Pinheiro).
Na segunda etapa serão beneficiados Dep. Irapuã Pinheiro (sede, Aurora, Bixio, Betânia, Marotoã e Velame) e Milhã (sede, Baixa Verde, Barra, Carnaubinha, Ipueira, Monte Grave). Na sequência serão beneficiados Piquet Carneiro (sede, Catolé da Pista, Ibicuã e Mulungu), Senador Pompeu (sede, Bonfim, Codiá, Eng. José Lopes e São Joaquim do Salgado), Mombaça (sede e Cangati), Pedra Branca (sede e Mineirolândia) e Quixeramobim (Encantado).
Na última etapa do Projeto, serão beneficiados Mombaça (Açudinho dos Costas, Boa Vista, Carnaúbas, Catolé, Cipó, Manuel Correia, São Gonçalo do Umari e São Vicente), Pedra Branca (Capitão Mor, Santa Cruz do Banabuiú e Tróia) e Tauá (Barra Nova/Bom Jesus).
Conheça o Projeto Malha D’água
Com o Malha D’água, o Estado vai adensar a rede de adutoras, considerando todos os centros urbanos cearenses, com captação realizada diretamente nos mananciais com maior garantia hídrica. A primeira fase do projeto contempla a construção do sistema Adutor Banabuiú – Sertão Central com quase 700 km de extensão (291,61 km de adutora principal e 396,48km de ramais adutores), para fornecer água tratada para nove sedes municipais e 38 sedes distritais. O investimento é de R$ 643,3 milhões, com recursos do Governo do Ceará, obtidos por meio de contrato do Banco Mundial.
As próximas etapas do Malha D’água vão seguir o planejamento coordenado pela SRH, responsável por capitanear a política estadual de recursos hídricos. “É um projeto que não só beneficia o abastecimento humano da região, mas indiretamente a área produtiva, porque cada município tem seu açude. Senador Pompeu, por exemplo, tem um açude Patu, que é símbolo da produção agropecuária do Sertão Central. Na hora que a água do Banabuiú, tratada com estação de tratamento de última geração, chega a sede e distritos de Senador Pompeu, a água do Patu pode ser liberada para atividade produtiva”, exemplificou Francisco Teixeira, titular da SRH.
Fonte:quixeramobimagora

Sobre Sertão Midia

Veja Também

Faustão recebe alta após 47 dias internado, mas seguirá sob orientações médicas

Após 47 dias de internação, Faustão, como é conhecido Fausto Silva, recebeu alta hospitalar nesta sexta-feira (12). O ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.