segunda-feira , 22 abril 2024
Home / Destaque / Tumor cerebral equivalente ao tamanho de uma laranja é retirado de paciente no Hospital Regional do Sertão Central

Tumor cerebral equivalente ao tamanho de uma laranja é retirado de paciente no Hospital Regional do Sertão Central

A equipe de Neurocirurgia do Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), vinculado à Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), retirou o maior tumor cerebral de um paciente desde o início do serviço na unidade. O procedimento durou cerca de dez horas.

Removido de uma paciente do sexo feminino natural de Ibaretama, município da reigão, o tumor estava localizado na parte frontal do cérebro responsável pela elaboração do comportamento e das emoções, e media nove centímetros — equivalente ao tamanho de uma laranja.

Tumores desse tamanho são considerados gigantes, como explica o chefe de Neurocirurgia do HRSC, Rafael Fonseca. “Era um meningioma; ele é benigno, mas, com o crescimento, vai se tornando agressivo pelo impacto na compressão do cérebro”, detalha o médico, atuante há quatro anos no equipamento sob gestão do Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH). “É uma cirurgia longa, delicada; é preciso ter paciência para que se consiga retirá-lo com segurança”, complementa.

Oito profissionais, incluindo dois neurocirurgiões, anestesistas, instrumentadores e técnicos em Enfermagem circulantes, participaram do procedimento, realizado neste mês. A paciente ficou internada no HRSC por mais uma semana e já recebeu alta, após apresentar quadro estável. Ela continua sendo acompanhada pela equipe neurocirúrgica no pós-operatório.

Alta complexidade

Embora nove centímetros possa parecer algo pequeno, é o tamanho de uma lesão expansiva em uma pessoa viva, sinalizando uma situação de alta complexidade. Para o chefe da Neurocirurgia do HRSC, no entanto, devido ao fortalecimento da regionalização da Saúde, pacientes nessas condições residentes no Sertão cearense hoje conseguem acessar o serviço necessário.

“O trabalho que fazemos nesta região representa uma grande qualidade na assistência integral. Se não houvesse um equipamento como o HRSC, com essas proporções, a paciente teria de ir a Fortaleza para fazer a cirurgia. Com a regionalização dos serviços, conseguimos manter a integralização da saúde na própria região onde o usuário reside”, avalia Rafael Fonseca.

Fonte:monolitospost

Sobre Sertão Midia

Veja Também

Faustão recebe alta após 47 dias internado, mas seguirá sob orientações médicas

Após 47 dias de internação, Faustão, como é conhecido Fausto Silva, recebeu alta hospitalar nesta sexta-feira (12). O ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.